You Call that a Caipirinha?

The Brazilian government wants to make sure you make the caipirinha correctly. If you’re not privy to the list of rules surrounding the official recipe, I’ll post a few of them below in Portuguese. 

“RIO DE JANEIRO, Brazil (AP) – So how do you make Brazil’s national cocktail?

Maybe you’d better call a lawyer.

Brazil’s government has published legal guidelines insisting that a caipirinha must be made just so: It’s mostly the sugarcane liquor called cachaca. And you can add at least 1% crushed lime. But that had better be real sugar in the glass.

The Agriculture Ministry rules published in Friday’s official gazette are meant to set “standards of identity and quality” for the drink.

The Ministry has failed to say what punishment awaits those responsible for illicit caipirinhas.”

Taken from Cachaçagora.com, a site (in English) all about Cachaça!

Some of the rules…

“REGULAMENTO TÉCNICO PARA A FIXAÇÃO DOS PADRÕES

DE IDENTIDADE E QUALIDADE PARA CAIPIRINHA
Art. 1º O presente Regulamento Técnico tem por objeto
estabelecer os padrões de identidade e qualidade aos quais deverá
obedecer a caipirinha.
Art. 2º O presente Regulamento Técnico aplica-se à caipirinha
comercializada em todo o território nacional, como também
àquela comercializada no exterior.
Art. 3º Caipirinha é a bebida típica do Brasil, com graduação
alcoólica de quinze a trinta e seis por cento em volume, a vinte graus
Celsius, elaborada com cachaça, limão e açúcar, podendo ser adicionada
de água para padronização da graduação alcoólica e de aditivos.
Parágrafo único. Será denominada de caipirinha a bebida
definida no caput deste artigo preparada por meio de processo tecnológico
adequado que assegure a sua apresentação e conservação até
o momento do consumo.
Art. 4º Os ingredientes utilizados na produção da caipirinha
são:
a) ingredientes básicos – cachaça, limão e açúcar:
1. o açúcar aqui permitido é a sacarose – açúcar cristal ou
açúcar refinado -, que poderá ser substituída total ou parcialmente por
açúcar invertido e glicose, em quantidade não superior a cento e
cinqüenta gramas por litro e não inferior a dez gramas por litro, não
podendo ser substituída por edulcorantes sintéticos ou naturais;
2. o limão utilizado poderá ser adicionado na forma desidratada
e deverá estar presente na proporção mínima de um por
cento de suco de limão com no mínimo cinco por cento de acidez
titulável em ácido cítrico, expressa em gramas por cem gramas;
b) ingrediente opcional – água:
1. a água utilizada deverá obedecer às normas e aos padrões
aprovados pela legislação específica para água potável e estar condicionada,
exclusivamente, à padronização da graduação alcoólica do
produto final.
Art. 5º A bebida alcoólica e a não alcoólica utilizada na
elaboração da batida deverá atender ao seu respectivo padrão de
identidade e qualidade definido na legislação vigente, caso exista.”

About these ads

3 thoughts on “You Call that a Caipirinha?

  1. Ah nao!! E cada uma que esse povo inventa que nao da nem pra acreditar. Tanta coisa pra se preocupar, vao se preocupar com uma bobagem dessas? Faca me o favor.

  2. Vou encaminhar esse post pra uma amiga americana que quer aprender mais sobre cachacas. Nao, acho que vou mandar so o link, se nao o que ela vai pensar?

  3. Pingback: Quinzena - Nov/1 « Eyes On Brazil

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s